12 de mai de 2010

Como?

Oww vida, cruel vida!!! Mais uma vez passo dias abandonando meu lindo blog...É o stress daquela terrível faculdade, que corrói minha alma. Já ultrapassei todos os níveis de cansaço, já atingi o nível máximo de exaustão, que basta você escostar em um canto para querer dormir longa e profundamente. Daquele tipo de sono que você não consegue acordar nem para ver o capítulo final da novela, ou para ir ao cinema ver um filme que você está completamente louca pra ver. Este é um caso sério e o único remédio, além de uma latinha de Red Bull, é um PERFEITO mês de férias. Falta menos de um mês, mas ainda assim está tãããããããããão longe.
Se quiserem ler meu post sobre Johnny Depp no blog de cinema de um trabalho da faculdade (sim, até blog temos que fazer=X) aí vai o link:

http://cine5estrelas.blogspot.com

Isso é o mais próximo de um post decente que consigo (até porque vale nota).

Ósculos Doces!=D~
Bons Sonhos...............eu terei!!!!!

2 de mai de 2010

I need to runaway!!!

Definitivamente o filho da mãe do Murphy resolvou me perseguir com aquela Lei sem noção que ele criou. Ontem estava tendo um ótimo dia, passei horas fofocando com minha melhor-amiga-irmã Monique e tudo o mais. Quando chego em casa com meu maravilhoso lanche da McDonalds (sanduba + refri + batata + sorvete = um lindo copo de vidro) aquela embalagem fubeca que eles colocam os copos rasgou e tudo caiu no chão. O copo quebrou, o sorvete derramou e eu fiquei EXTREMAMENTE irritada. Foi com isso que me dei conta de como estou stressada ultimamente. Não que eu já não seja nervosa por natureza, pois eu sou bastante, meu noivo, Ary, que o diga...sempre sobra pra ele (Desculpa, meu amor...juro que não faço por mau, é meu gênio ruim que fala mais alto=X). Tem dias que tenho vontade de bater na primeira pessoa que me fale uma merda, ou então passar por cima dos carros quando volto pra casa. Estou tentando me segurar, mas está MUITO difícil, e a faculdade não ajuda nem um pouco. Estava contabilizando a quantidade de coisas que tenho pra fazer...e garanto que são várias. Resolver as coisas da gravação do telejornal, criar o texto da minha matéria, resolver o negócio do blog de cinema, fazer a pauta sobre transplantes, fazer a entrevista do perfil de rádio... e blá, blá, blá!
Eu queria sumir...estalar os dedos e ir para alguma lugar deserto, em que eu pudesse simplesmente respirar em paz. Mas infelizmente isto não é possível, então tenho que aguentar esse lindo inferno astral, e rezar para que as férias cheguem logo.
Hoje aconteceu uma coisa MEGA chata e bizarra...fui comer no Bongustaio (tinha hábito de comer lá, mesmo depois de eu e Ary termos passado mal com aquela comida) e a carne estava podre. Isso mesmo, você não leu errado...estava PODRE. Cheirava igual a rabugem de cachorro. Imagine como fiquei feliz...e perceba todos os litros de sarcasmo que estou usando apenas em 4 palavrinhas! Por isso eu digo a todos: NUNCA COMAM NO BONGUSTAIO...NÃO GASTEM SEU DINHEIRO EM UMA BUDEGA QUE NEM SE IMPORTA COM A QUALIDADE DOS ALIMENTOS!



Desestressando............
Mesmo com todos os pesares, meu primo chegou de viagem e trouxe minha linda câmera semi-profissional!!! Ela é TUDO de mais maravilhoso...e a qualidade das fotos é simplesmente MARA! Estou encantada.^^

Bem...é isso! Já me alonguei demais nesse post, mas estava precisando desabafar.

Ósculos Doces! =D~

27 de abr de 2010

(IM)PERFEIÇÃO

O mundo é realmente hilário quando se trata de buscar a perfeição.
A humanidade vive de acordo com um pensamento hipócrita de que as melhores coisas são as mais bonitas, as mais caras, as mais preciosas; vive-se para uma idéia de perfeição.
Mas será que algo pode ser realmente perfeito?
Talvez algo perfeito para mim não seja assim tão maravilhoso para você.
Tudo depende do ponto de vista de cada indivíduo, e de uma coisa eu tenho certeza: as pessoas pensam de formas muito diferentes e, com relação aos gostos, nem se fala.
Ainda bem que vivemos em uma humanidade onde existe uma diversidade de idéias, pensamentos e vontades; seria incrivelmente entediante se todos pensassem da mesma forma.
Mas algo continua me preocupando: a eterna busca pela perfeição.
O tempo passa e a população continua evoluindo, mas é triste perceber que não existe nenhum desenvolvimento no modo de pensar.
Gostaria de entender, mesmo que de maneira simplória, porquê a riqueza (material ou não) é o centro da vida de tantas pessoas. É tão raro ver sentimentos verdadeiros que, ao me deparar com esse tipo de situação, fico completamente atordoada, seja por um simples elogio ou um gesto de carinho.
Já estou cansada de ver a futilidade brilhando nos olhos das pessoas; irritada ao perceber que não existe lugar para "coisas imperfeitas" na nossa sociedade; revoltada com a falta de iniciativa dos indivíduos; em resumo: completamente frustrada!
São homens buscando mulheres perfeitas...lindas, maravilhosas e sem cérebro.
São mulheres buscando homens perfeitos...sarados, ricos e sem cérebro.
São pessoas buscando casas perfeitas, carros perfeitos, roupas perfeitas, sonhos perfeitos...vidas perfeitas.
Perfeição não existe!
A imperfeição normalmente fala mais alto e todos os desejos serão apenas sonhos.
Por que não se contentar com algo maravilhoso? Por que sempre desejar mais?
Tudo tem que ser mais bonito, mais legal, mais divertido, mais caro, mais importante...mais, mais, mais. Talvez isso seja apenas uma de forma de se sentir superior aos outros. Ou talvez se sentir superior a si mesmo.
Nada é perfeito, ninguém é perfeito...
Eu sou feliz com a minha imperfeição, mas e você?

26 de abr de 2010

Brilha, brilha morceguinho...

Recentemente voltei de um lugar fantástico, mais conhecido com o País das Maravilhas. Nele existem coisas inacreditáveis, desde de um coelho de paletó, passando por um gato risonho, um chapeleiro imensamento maluco e uma rainha com cabeção. Voltando à realidade me dei conta de que tudo foi um filme, mas especificamente um filme de Tim Burton. Além do fato de que adoro as coisas estranhas que ele cria, eu também sou completamente alucinada por Johnny Depp, e na minha opinião ele é o maior ator das recentes gerações. É um cara que consegue desempenhar qualquer personagem: tristes, dramáticos, cômicos, sexys... Em resumo, ele é o cara!!!!!!^^

Chapeleiro: "Acho que estou ficando louco."
Alice: "Acho que está, sim. Mas deixa eu te contar um segredo: as melhores
pessoas são as doidas."


Com esse filme eu aprendi uma importante lição: NUNCA acredite em críticas de filmes, pois quando uma é negativa, todas as outras seguem o mesmo caminho de negatividade. Tanto a VEJA, quanto os sites Omelete e Cinema em Cena falaram mal do filme, mas acredito que tudo seja uma questão pessoal. Para mim foi ótimo, para você pode ser péssimo, então por que diabos vou criticar uma coisa em um amplo meio de divulgação baseado apenas na minha opinião. Gosto é que nem c* cada um tem o seu e ninguém mete o dedo... então não faz sentido esses jornalistas que se acham donos da verdade e saem dizendo que tudo é ruim. É bem provável que ruim seja a vida deles, pois só expõem negativismo... A vida é tão bela! Por que xingar tudo ao redor?????
Bando de mal-amados...¬¬
Deixemos a revolta de lado...sou feliz e é isso que importa. Morra de inveja, baby!

Vou indo, pois está na hora do chá.

Quer um pouquinho de chá e aventura? Eu também!


Ósculos Doces! =D~

22 de abr de 2010

Retorno...

Após uns mil anos sem postar, e tendo que espanar todas as teias de aranha que se acumularam, volto a contar minhas emocionantes histórias.
Peço milhões de desculpas aos meus leitores, mas ultimamente minha vida anda um verdadeiro manicômio, pois além de lidar com minhas loucuras, ainda tenho que equilibrar as loucuras alheias. Faz parte, né?!
Nesse último mês aconteceram diversas coisas, algumas muito boas, outras nem tanto, mas de resto, vou vivendo nessa estranha montanha-russa que a vida nos proporciona.
Minha mãe está com uma fratura sérissima no calcanhar e estou servindo de babá/enfermeira. Minha cadela está prestes a entrar no cio e passa o DIA TODO enchendo minha paciência. Estava em semana de provas e estou passando pelo período mais puxado da faculdade. Saí do estágio e finalmente tenho algum tempo para estudar, cuidar da minha mummy e respirar.
Foi um período realmente difícil...tive brigas, alegrias, choros e constantes vontades de atirar o computador pela janela, pois não aguentava ver mais nada relacionado à faculdade. Preciso de férias como nunca precisei antes...acho que estou ficando doida.

Mudando completamente de assunto...conheci um seriado chamado "Glee". Já tinha baixado os episódios há muito tempo, mas fiquei com preguiça de ver. Mas de repente uma luz divina pairou sobre mim e me disse para assistir ao seriado. Foi amor à primeira vista e eu estou no nível máximo de vício. Escuto as músicas todo santo dia e fico esperando ansiosamente pelo próximo episódio. O mais interessante do seriado é que não se trata de uma história totalmente dramática, nem totalmente cômica. Ele mescla perfeitamente os dois estilos e intercala as músicas com uma maestria ímpar. Vale ressaltar também que os próprios atores é que cantam, e tem umas vozes que me fazem chorar litros.
Vou colocar a letra de uma das músicas mais especiais para mim...espero que vocês gostem!

Don't Stop Believin'

Just a small town girl, livin' in a lonely world
She took the midnight train goin' anywhere
Just a city boy, born and raised in South Detroit
He took the midnight train goin' anywhere

A singer in a smoky room
The smell of wine and cheap perfume
For a smile they can share the night
It goes on and on and on and on

Strangers waiting, up and down the boulevard
Their shadows searching in the nights
Streetlights, people, living just to find emotion
Hiding, somewhere in the nights

Working hard to get my fill,
Everybody wants a thrill
Payin' anything to roll the dice
Just one more time

Some will win, some will lose
Some are born to sing the blues
And now the movie never ends
It goes on and on and on and on

Strangers waiting, up and down the boulevard
Their shadows searching in the night
Streetlights, people, living just to find emotion
Hiding, somewhere in the nights

Don't stop believin'
Hold on to that feelin'
Streetlight, people

Don't stop believin'
Hold on to that feelin'
Streetlight, people
Don't stop

Link para quem gostou da letra e quiser escutar a versão de estúdio:
http://www.youtube.com/watch?v=5ffuCVLECpY


É isso! Prometo que não deixarei o meu lindo blog entregue às moscas por tanto tempo. Tentarei atualizar SEMPRE!

Ósculos Doces!

17 de mar de 2010

A alegria de ser criança...

Hoje foi aniversário do meu irmão. Ele fez 7 aninhos e teve uma festinha com tema de futebol. Foi lindo ver as crianças correndo pra lá e pra cá, gritando por causa dos chocolates, chicletes e brigadeiros. Todos os pequenos ganharam brindes e medalhas de "ouro". Ficaram desfilando com os prêmios e mostrando a todo mundo...=D~
É impressionante como as crianças ficam felizes com tão pouco. Quanto mais velhos ficamos, mais queremos, e é sempre mais. A gente nunca fica satisfeito com nada, sempre falta um livro, um DVD, uma roupa,...sempre falta TUDO!
A pureza das crianças é algo admirável. Elas ficam contentes só de ganhar um bombom ou um brinquedo fuleiro (daqueles de R$1,99).
Eu queria ser criança e colocar um sorrisão no rosto por alguma coisa simples, queria me contentar com o que tenho. Adoraria não ficar pensando em qual a próxima coisa que quero comprar, e como tenho que juntar dinheiro.

Ahhh...a infância! Agora só em outra vida. Mas pretendo curtir cada segundo da vida dos meus filhos e fazê-los sorrir com as coisas mais simples da vida.

Ósculos Doces!=D~

15 de mar de 2010

Streeeeeess!=@

Sabe aqueles dias em que você está tão nervoso que tem vontade de bater nas pessoas pelas menores coisas?! Eu estou assim desde sábado. Imagine o que é ir ao shopping para resolver um monte de coisas e não conseguir resolver nada. Imagine o que é sua mãe ter que imobilizar o pé. Imagine também o que é passar a tarde de sábado em uma fila no supermercado, depois de uma semana MEGA cansativa. Imagine você guardando as compras e sua cadela puxando a bandeja de ovos, deixando a cozinha podre e fedendo. Imagine o que é ser a "motorista da família" e fazer as coisas como lhe mandam. Imagina passar o dia fazendo um bilhão de coisas, ter uma discussão babaca por causa de um trabalho de faculdade e ainda pegar um SUPER trânsito na volta pra casa. Imagine o que é ter a minha infernal vida...

Tô atirando pedra...e tudo mais o que tiver na minha frente!

Odeio ficar stressada e fazer um post desabafo, em geral gosto de tirar onda das minhas próprias desventuras, mas hoje tudo que eu não consigo fazer é sorrir. Hunf¬¬

Só por hoje, como forma de refletir meus sentimentos...
...Ósculos azedos!